sábado, 31 de julho de 2010

Pirâmides de Gizé em 3D


As grandes pirâmides do Egito nos deixam maravilhado, sobretudo as pirâmides mais celebres do mundo, as de Guizé (Gizé) que pertencem todas à dinastia IV (2551 a 2528 a.C aproximadamente), são as de Quéops, Quéfren, e Miquerinos. Foram construídas sobre o platô de Giza as margens do rio Nilo que chegava naquela época mais perto da planície do que atualmente.

A pirâmide de Quéops é uma das Sete Maravilhas do mundo antigo, ao mesmo tempo é a mais completa e perfeita no Antigo Egito. chama-se também a Grande Pirâmide de Guizé. Foi construída como um túmulo gigantesco para o grande rei Quéops sob a supervisão do vizir Hemnu. É, sem dúvida, a maior construção erguida pelo homem que ainda permanece em pé por cerca de 5000 anos. Situada na margem oeste do rio Nilo sobre o platô de Guizé, que tem originalmente 50 metros de altura, juntamente com as pirâmides de Quéfren e Miquerinos. O tamanho desta Pirâmide é incomparável, pois ocupam uma área de 52611 metros quadrados, quase 13.1 acres. Supostamente que a sua área ocupada pela base quadrada da pirâmide consegue compreender as áreas das atuais catedrais de Firenze, Milão e São Pedro em Roma. Cada lado da base quadrada mede originalmente 230 m. de comprimento, atualmente alcance 228 m de comprimento. Também tinha originalmente 148 m. de altura, mas agora tem apenas 137 m. devido a queda da camada polida externa que cobria as faces da pirâmide. Além disso, se inclina segundo um ângulo de 51.52.29 graus. A grande pirâmide contém cerca de 2,300,000 blocos de pedras calcárias, cada um se oscila entre 2.5 e 15 toneladas de peso.

Na realidade, o núcleo da pirâmide é um rochedo, isto significa que a pirâmide foi construída sobre uma base sólida de rochas. A pirâmide de Quéops foi construída de pedras calcárias locais da mesma planície, revestida por fora de uma camada de pedras calcárias lisas procedidas da região de Tura ( no sul do Cairo atual ). A fachada externa da pirâmide conforme o historiador grego Heródoto estava coberta com gravuras e inscrições hieroglíficas, mas, infelizmente esta camada externa desapareceu por distintas razões. Diz-se que as pedras polidas da camada externa das Pirâmides de Guizé eram exploradas como uma pedreira que forneciam pedras a partir do século XIII d.C, e outra vez eram usados para construir edifícios, palácios, mansões, casas, muralhas, aquedutos etc.

Os quatro lados da pirâmide correspondem relativamente com os quatro pontos cardiais. A entrada original encontra-se no lado setentrional no curso XIII, e neste sentido é curioso mencionar que a entrada atual não é a original, mas foi aberta no século IX por abaixo da entrada original, situada no curso VI da pirâmide. Foi feita durante o reinado do Califa Al Mamoun (filho do grande califa Haroun Al Rashid) quando havia uma revolta no Egipto contra o seu poder, por isso o califa próprio veio para o Egipto, e durante sua estadia lhe avisaram que a Pirâmide de Quéops tivesse um tesouro guardado no interior da pirâmide, quiseram entrar a pirâmide, mas não conseguiram achar a entrada original, portanto fizeram uma abertura no curso VI da fachada setentrional, que é a atual entrada usada pelos visitantes, e esta abertura é conhecida hoje em dia como a Entrada do Al Mamoun.

De verdade, ainda o homem olha para as Pirâmides encantado pela sua grandeza e beleza, pensando como se construíram essas estruturas magníficas. Claro que ainda há alguns segredos sobre a maneira de construção deste grande monumento maravilhoso, mas segundo as abras dos antigos escritores e historiadores clássicos, sobretudo os gregos e os romanos sabemos que as Pirâmides foram erguidas conforme umas certas fases, o primeiro passo era a escolha do local, pois deve ser um lugar elevado, na margem oeste do Nilo, perto de uma pedreira local, depois, os blocos de pedra eram transladados por meio de equipamentos e meios primitivos e uma capacidade extraordinária de organizar e usar milhares de trabalhadores. O historiador grego Herodoto quem viveu no Egito durante o século V a.C escreveu que a Pirâmide de Quéops foi construída dentro de 20 anos, e 100000 (cem mil) trabalhadores eram ocupados em cortar e transferir as pedras, e também nas fases diferentes das obras de construção, e eles eram substituídos por outros a cada três meses! Segundo os dados oferecidos pelo historiador Diodoro, sabemos que a Pirâmide de Quéops foi construída por meio de rampas e terraplanagens.

A luz das hipóteses recentes acredita-se que, no início, um local adequado era escolhido, era de preferência uma base rochosa, perto de uma pedreira em local elevado, e perto da margem do rio Nilo. Logo, havia obras de medição por meio de cordéis de linho e fibras de palmeiras. Os blocos de pedra eram carregados e colocados consecutivamente de baixo para cima através de construir rampas e terraplanagens em forma redonda ou ziguezagueada em torno da estrutura dos quatro lados da pirâmide, e ao acabar todas as obras de construção, essas rampas de escombros e barro foram demolidas. Enfim a pirâmide foi revestida de uma camada polida de pedras calcárias brancas. Usavam-se barcas para trasladar as pedras calcárias suaves e lisas procedidas das pedreiras de Turah e as pedras de granito provenientes de Assuão (1000 km de Guiza), enquanto usavam trenós para trasladar os blocos ao sítio próprio da Pirâmide. Mais informações.

Estes modelos, infelizmente não estão disponíveis para download para evitar cópias indiscriminadas e não autorizadas. outros modelos 3D.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Características do tempo em Novo Google Earth 5,2



Com todos os grandes recursos no Google Earth 5,2, que muitas vezes fica esquecido é o tempo grande melhorias.

As camadas de radar têm sido em torno desde o final de 2007, e eles não mudaram um monte desde então. Em março de 2008, que expandiu para outros países, dando-lhe imagens de satélite e radar para qualquer lugar que você quer ver.
clouds.jpg
Com esta última atualização, eles adicionaram um pouco mais eye candy. Se você voar debaixo de uma tempestade, você vai realmente ver a chuva caindo no Google Earth! Isto exige uma placa gráfica bastante poderoso, mas não sei os detalhes sobre isso.
Ligue o radar, encontrar uma área verde e ver chover! Se você não for capaz de vê-lo, aqui vai uma screenshot para mostrar-lhe como é:
rain.jpg
Para mais informações sobre este, você pode ler o artigo completo no Google Lat Long Blog.
By: Blog Google Earth

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Kastellet Copenhague 3D



Um dos grampos da história da Dinamarca, este Copenhague atração é uma lembrança de tempos mais violentos. A construção da fortaleza começou em 1606 sob o reinado de Christian IV da Dinamarca, na tentativa de fortalecer a cidade contra o ataque. Desde então, tornou-se a visão de muitas batalhas famosas ao longo da história da Dinamarca, e permanece como um dos melhores exemplos preservados os tipos de fortalezas que costumava ser cheio em todo o continente europeu.


O Kastellet é um direito retrocesso cintilante na movimentada do porto de Copenhague. Perto do interior que ajudou a trazer a cidade à proeminência como um porto estratégico, a única coisa que parece guardar agora é a estátua da Pequena Sereia que fica nas proximidades. reinventado como um dos mais populares atracções de Copenhague, a forma de Kastellet estrela é agora mais um parque e um museu do que uma área militar.


A fortaleza é definida como um pentagrama, composto por cinco baluartes em torno de uma igreja e moinho de vento e outras estruturas do interior. Construído para ser completamente auto-suficiente em tempos de guerra, foi inicialmente indo para proteger um castelo que era para ser construído nas proximidades , mas a falta de fundos que resultou em projeto de nunca vir a ser concretizadas. contrário, o Kastellet continuaram a ser renovados pelos sucessores de Christian IV da Dinamarca, a reconstrução após a primeira vinda tomou danos após o cerco sueco a Copenhague, que durou de 1658-1660. fossos e muralhas adicionais foram criados - os fossos são hoje o lar de um bando de pássaros e animais selvagens inócuo outros muito populares entre os visitantes. O resto dos fundamentos permanecem essencialmente inalterados desde essa época.


O Kastellet novamente mostrou-se vantajoso quando ele veio sob o ataque dos ingleses no século XIX, durante as Guerras Napoleônicas. militares Sua principal utilização final catalogado na história da Dinamarca foi mais deprimente, como era o quartel-general dos nazistas depois que eles invadiram a cidade na II Guerra Mundial.


Desde então, a fortaleza - como o castelo de Rosenborg - foi reinventado como um popular ponto de encontro e cênica, um ponto de referência cultural, cujo poder tem pouco diminuído com o tempo. Apesar de os soldados ainda guarda o Kastellet, e são muitas vezes vistos de moagem sobre o desfile motivos que servem como ponto mais movimentado da cidadela, que é principalmente um centro administrativo para o Exército dinamarquês e Home Guard na cidade.


Esta atração Copenhagen está situado no centro de Churchill Park, perto da área movimentado centro da cidade e da fortaleza é muito difícil de perder durante a turnê da cidade. Tem excelentes vistas sobre o porto ea área Langelinie inteiro, tornando-se a favorita da maioria dos turistas na cidade.
Informações retiradas de: Destination 360.com



Você pode encontrar todos os modelos em 3D do Kastellet e fazer download do seu preferido, e também todos os meus modelos 3D


Neste momento estou tentando consegui imagens melhores dos prédios que faltam para completar todo o forte.
Qualquer problema na descrição, por favor, deixe-me saber no que posso melhorar!



Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

NASA Image of the Day